terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Paula Coelho Pais

O dia nasceu com a partilha dos afetos e nem o frio atrasou a escrita.

O dia nasceu com a ocultação das indiferenças e nem o fervor atrasou o vazio


Paula Coelho Pais